sábado, 4 de setembro de 2010

Notas para a história local: as Festas de Nossa Senhora da Guia nos inícios do Séc. XX

Na imagem: santuário de N. Sra da Guia  
no local onde hoje se encontra o Hotel e o antigo Centro de Saúde

A propósito do evento recentemente ocorrido e designado por Salgueirada, recordamos que, segundo relatos escritos de há cerca de cem anos, as Festas de Nossa Senhora da Guia incluiam no seu programa algo semelhante a que chamavam Serenata.
Vejamos um resumo do programa das festas de 1908:

Festejos em Honra de Nossa Senhora da Guia

Tiveram lugar nos dias 18, 19 e 20 de Julho, em Penacova, as festas de N. S. da Guia.

No dia18, pelas 10 da noite, realizou-se uma Serenata: barcos ornamentados e iluminados saíram de Entre Penedos e deslocaram-se até ao Reconquinho. Houve fogo de bengala e à moda do Minho e actuou a Filarmónica e o Rancho.

No dia seguinte, pelas seis da tarde, realizou-se a habitual procissão, onde pontificou a imagem de N. S. da Guia, oferta do Sr. Joaquim Augusto de Carvalho, no seu rico andor de talha dourada oferecido pelo saudoso Bazílio A. Xavier d' Andrade.

No dia 20, houve missa e pelas 5 da tarde, corridas pedestres, corridas de bicicletes e outras, no Largo Alberto Leitão. A seguir, as marchas " aux-flambeaux" terminaram os festejos.

Fontes:
Programa e notícia das Festas de 1908
Fotografia existente no Café Turismo

2 comentários:

  1. Com certesa essa SERENATA deve ter sido algo ímpar, que trouxe muita alegria à gente de Penacova, seu primeiro dia com os barcos, luzes e música, chegando à Prainha, quantas pessoas suspiraram de alegria, encheram seus olhos de beleza, quanto amor por sua Terra e gente. É algo a se pensar em não só recordar, mas retomar.

    ResponderEliminar