quinta-feira, 26 de abril de 2012

Penacova recebe Campeonato Nacional de Karate


Será já este próximo fim de semana, dia 28 e 29 de Abril, que o Pavilhão Gimnodesportivo de Penacova irá acolher o Campeonato Nacional de Individuais de Karate Shukokai – Penacova 2012 (Prova Rainha do Calendário Desportivo da Época 2011/2012 da Associação Portuguesa de Karate Shukokai).

Em Penacova competirão aproximadamente 350 atletas representantes de 27 Clubes de norte a sul, incluindo ainda o Arquipélago da Madeira. No Sábado, dia 28, a partir das 09:00 entrarão em ação os Escalões de Cadetes e Seniores (+ 15 anos), enquanto que, no Domingo, dia 29, competirão todos os escalões de formação até aos 15 anos inclusive.

A organização do Evento cabe ao Clube anfitrião do evento – Clube Karate Penacova, que em estreita colaboração e parceria com a Câmara Municipal de Penacova e Associação Portuguesa de Karate Shukokai, manifesta a clara intenção de organizar um evento à altura dos pré requisitos que um Campeonato Nacional inevitavelmente exige.

A Comissão Organizadora convida toda a população em geral, e em particular, os apreciadores de Artes Marciais, a passar por Penacova neste próximo fim se semana. A entrada será gratuita.

A Comissão Organizadora
  

quarta-feira, 25 de abril de 2012

25 de Abril e 1º de Maio de 1974 em Penacova



Mais uma vez nos vamos socorrer de recortes de jornal, neste caso do Notícias de Penacova para trazer aqui algumas memórias dos tempos passados. É principalmente no jornal de 4 de Maio que encontramos algumas notícias sobre os acontecimentos:



 


 

Gil Moniz e a Ponta do Nariz: teatro para crianças na Biblioteca Municipal

Para comemorar o Dia Mundial do Livro, durante três dias a Biblioteca Municipal proporcionou às crianças do primeiro ciclo e pré-escolar, oito sessões de uma peça de teatro baseada no texto "Gil Moniz e a Ponta do Nariz", da autoria de António Torrado.

Nos dias 23 e 24 de Abril as sessões realizaram-se durante a manhã e no dia 26 (amanhã) haverá também sessões às 10 e às 11 horas. A encenação, construção do cenário e adereços, produção do guarda-roupa e caracterização desta peça de teatro infantil envolveu a equipa da biblioteca e , "a avaliar pelos aplausos das crianças e professores está a ser um sucesso".




domingo, 22 de abril de 2012

Uma Noite em Busca do Património de Lorvão


No âmbito da comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Câmara de Penacova e o Grupo Etnográfico de Lorvão, com o poio da Associação Pró Defesa do Mosteiro de Lorvão, a Filarmónica Boa Vontade Lorvanense e a Junta de Freguesia de Lorvão, organizaram ontem à noite "Uma Noite em Busca do Património de Lorvão".
Os cicerones desta visita foram um "Regedor" e "Uma meia senhora", figuras típicas daquela vila que acompanhados pelo Grupo Etnográfico de Lorvão mostraram algumas tradições e lugares pitorescos, a partir de algumas representações teatrais. O circuito iniciou-se no "Regato" e terminou no "Pátio" e inclui os "Penedos", o "Forno Comunitário", a "Liteira", a "Casa do Monte" e o "Cimo do Lugar".



sábado, 21 de abril de 2012

Um apelo de há 75 anos ...

in Notícias de Penacova 1937

Portugueses procurai conhecer Portugal
Visitai Penacova
e
descobrireis as mais belas paisagens

Visitai o Preventório
e ficareis encantados

Visitai o magestoso Convento de Lorvão

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Noite Cultural em Lorvão



No âmbito da comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Câmara Municipal de Penacova e o Grupo Etnográfico de Lorvão, com o poio da Associação Pró Defesa do Mosteiro de Lorvão, a Filarmónica Boa Vontade Lorvanense e a Junta de Freguesia de Lorvão, organizam, no dia 21 de Abril, pelas 21.00h, Uma Noite em Busca do Património de Lorvão, visita guiada e encenada ao património da vila de Lorvão.

sábado, 14 de abril de 2012

Notícias do Escutismo em Figueira de Lorvão

Acampamento na Base Verde de Quiaios

O Agrupamento de Escuteiros 1316 - Figueira de Lorvão realizou o seu Acampamento de Agrupamento nestas férias da Páscoa, com a duração de 6 dias, na Base Verde de Quiaios. Sendo a maior actividade do Agrupamento que se realiza anualmente, contou este ano com a participação de 62 escuteiros, o que fez deste o maior acampamento de Agrupamento de sempre!


A actividade teve como imaginário “Harry Potter e a Ordem da Jarreteira”, que envolveu os participantes no mundo da magia e feitiçaria de Hogwarts, e como mística “Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra”, em alusão a Maria, Mãe dos Escutas, tomada como exemplo a seguir.
Um dos pontos altos do acampamento foi a actividade com os pais, onde estiveram mais de 160 pessoas, num dia de jogos, desafios e boa disposição, em que todos foram um bocadinho escuteiros.
Promessas de Agrupamento

Este acampamento realizou-se duas semanas após as Promessas do Agrupamento, que se realizaram no passado dia 18 de Março. Este é sempre um momento forte na vida do Agrupamento, mas especialmente,na vida daqueles que escolheram fazer este compromisso perante a comunidade cristã, recebendo, como sinal do mesmo, o lenço de escuteiro.
Fizeram a sua Promessa 10 Lobitos (6-10 anos), 6 Exploradores (10-14 anos), 3 Pioneiros (14-18 anos) e 2 Caminheiros (18-22 anos), numa cerimónia presidida pelo Assistente de Agrupamento, o Pe. Rodolfo Leite, e em que estiveram presentes 64 escuteiros do Agrupamento e muitos antigos escuteiros que quiseram marcar presença.
8º Aniversário
Estas Promessas marcaram ainda o 8º aniversário do Agrupamento, num momento de grande crescimento e vitalidade, visíveis a todos os que participaram nestas actividades.

Rita Simões, Secretária de Agrupamento

SAIBA MAIS SOBRE ESTE AGRUPAMENTO:

terça-feira, 10 de abril de 2012

Chelo recordou e reviveu récita dos anos sessenta

Recordar é viver

A sede do União Popular e Cultural de Chelo foi pequena para acolher as cerca de 260 pessoas que assistiram ao espectáculo “Recordar é viver”.
Há cerca de 40 anos atrás existiam em Chelo dois grupos de teatro amador, um pertencente ao Grémio Recreativo de Chelo e outro ao Chelo Recreativo Clube. Geralmente ensaiavam durante o período da Quaresma e no Sábado antes da Páscoa apresentavam um espetáculo nas suas sedes. Assim à semelhança do que aconteceu, este ano um grupo de pessoas de Chelo organizou um grupo de teatro (GRUTA C). Durante as sete semanas da quaresma ensaiaram algumas récitas e canções executadas pelos seus pais e avós e na noite de 7 de Abril presentearam o público com o espetáculo “Recordar é viver”.
O espectáculo começou com duas marchas, a da entrada e a da saudação com a presença dos 23 elementos do GRUTA C, as canções do “Ardina” com o Sérgio Assunção e “Amor gaiato” com Ana Paula Assunção e Filipe Laranjeira. Continuou a noite com o monólogo “És tu lindo amor”, interpretado pelo Zé Martins. Seguiu-se uma tragédia “O Condenado”, que contou com a participação de Artur Miguel, David Lopes , Daniel Assunção e Paula Silva. De referir que foram atribuídos a estes quatro “atores”, sem conhecimento prévio, os papéis dinamizados por familiares seus há 46 anos, respectivamente avós, pai e sogra.
Seguiu-se a recriação de “Serões de antigamente”, onde pudemos ver a paliteira, a costureira, a moleirinha, interpretados por Marta Assunção, Inês Daniela, João Cruz, Ana Marques e João Rei. Depois do intervalo Ana Fonseca e Hugo Castanheira interpretaram “Vem Cá Ó Manuel” e a Paula Silva, “Adeus Ó Terra”. Seguiu-se a comédia “Seringadela” com o Alexandre Ferreira e a Ana Marques. A terminar a sessão de récitas surgiu “O criado distraído”, dinamizado pela Catarina Costa, Daniel Assunção, Diogo Almeida e Renato Craveiro.
A noite já ia longa quando o grupo presenteou a assistência com a marcha final.
O mesmo espectáculo será apresentado no dia 26 de maio, pelas 21.30h na Biblioteca Municipal de Penacova / Centro Cultural.

NOTA: Estivemos em Chelo neste agradável serão que também a nós nos fez "recordar e viver" os tempos que partipávamos nas récitas da aldeia. Agradecemos à Dra Paula Silva que acedeu ao nosso pedido de nos enviar notícia e fotos do evento. Como nota histórica sobre o associativismo em Chelo deixamos também aqui um recorte de jornal dos anos trinta.

O Criado distraído – Catarina Costa, Daniel Assunção, Diogo Almeida e Renato Craveiro


O condenado – Artur Miguel, Paula Silva e Ricardo Assunção

 
Ana Fonseca, João Ferreira, Lurdes Ralha e Hugo Castanheira


Amor gaiato – Ana Paula Assunção e Filipe Laranjeira
 
Enphermaria Seringadela – Alexandre Ferreira e Ana Marques


És tu lindo amor –José Martins e Ardina – Sérgio Assunção
Clique para ampliar

Pintura de Sara Pinto na Biblioteca Municipal



Na Biblioteca Municipal vai estar patente  até ao próximo dia 30 de abril uma Exposição de Pintura “Bichos” da autoria de Sara Pinto. Sara Micaela Fernandes Pinto nasceu em Cantanhede em 1981. Está desde 1983 radicada em Coimbra. Licenciada em Pintura pela ARCA-EUAC, leciona desenho e pintura e  desenvolve actividades na área da expressão plástica com pessoas portadoras de deficiência motora e cognitiva.
Sobre esta artista escreveu o pintor Carlos Daniel :
"Sara Pinto, arrebatadoramente enche toda a tela desfrutando os mínimos espaços para as suas explosões criadoras. É como uma magia. Daí essa dádiva de cor, essa maravilhosa transparência de luz, essa organização de elementos construtivos da obra. Sara Pinto parece construir a sua obra pictórica com esplendores, com vibrações, com fábulas e mistérios."

Alguns dos quadros expostos em Penacova até 30 de abril

Abril em Penacova: programação cultural da autarquia

terça-feira, 3 de abril de 2012

Páscoa em Penacova: recordações de infância e juventude

Maria Eduarda Silva - 1946

A PROCISSÃO DE SEXTA-FEIRA SANTA
"Há muitos, muitos anos, era eu uma criança"  e vivia numa vila que era a minha terra natal.
Ali, a primavera era especialmente bonita, com céu azul, mil andorinhas esvoaçando, flores e verdura por todos os cantos, um rio sereno que deslizava, um ar limpo e temperatura amena.

Profª Eduarda Silva
penacovense radicada
no Sátão-Viseu
A criançada, à tardinha, brincava no largo do Terreiro, corria pela Pérgola às escondidas e em segurança. Havia pessoas adultas que vigiavam e se compraziam com os seus folguedos…
Pela Páscoa, as amêndoas, os folares, o repicar dos sinos em Aleluias pela Ressurreição do Senhor, enchiam as nossas almas de criança de uma alegria indescritível.
Porém, mais do que tudo isso, a procissão do enterro na 6ª feira Santa era para nós um momento de grande ansiedade.
Eu e mais três primas, víamos passar aquele cortejo seguido da banda filarmónica que tocava uma marcha fúnebre, não recordo já de que autor, que nos comovia profundamente.
A Verónica que todos os anos era escolhida para entoar aqueles cânticos mágicos, parava sempre nos mesmos lugares e era escutada em profundo silêncio. Depois…
Ficávamos à varanda da casa da avó Ernestina a ver passar aquela devota gente, até se extinguirem ao longe os últimos acordes musicais da Banda.
Meu Deus, como recordo!
Como tenho saudades!"
Mª Eduarda


domingo, 1 de abril de 2012

Oliveira, Paradela, Travanca e S. Paio foram a Lisboa em Defesa das Freguesias


A Manifestação Nacional que decorreu ontem em Lisboa contou com a presença de algumas freguesias do concelho: Oliveira, Paradela, Travanca e S. Paio. De acordo com as intenções do Poder Central, S. Paio, Paradela e Travanca estarão condenadas à extinção. Oliveira esteve presente em gesto de solidariedade e ninguém nos diz que amanhã as outras que "ficaram em casa" também não terão o mesmo destino...Foram cerca de 200 mil pessoas de todo o país que, na capital,  se manifestaram em defesa das freguesias.