segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Bolsas de Estudo para o Ensino Secundário e Superior a atribuir pelo Município

Estará aberto entre 01 de setembro e 15 de outubro, o prazo de candidaturas à atribuição de bolsas de estudo para estudantes que frequentem o Ensino Secundário e Superior, residentes no concelho de Penacova.

O Município de Penacova atribui, em cada ano escolar, quatro Bolsas de Estudo a estudantes que frequentem o Ensino Secundário e oito Bolsas de Estudo a estudantes que frequentem o Ensino Superior Público que, nas palavras do Vice-Presidente da Autarquia e Vereador com as áreas da Educação e Ação Social, Ernesto Coelho, “se destinam a proporcionar aos alunos do concelho que frequentam o ensino secundário e o ensino superior, e são provenientes de agregados familiares com baixos recursos económicos, a possibilidade de prosseguirem os seus estudos.”

As Bolsas de Estudo atribuídas pelo Município de Penacova correspondem a um montante pecuniário atribuído mensalmente pela autarquia com a duração dos 10 meses correspondentes ao ano escolar. Para além de residirem na área geográfica do concelho, há pelo menos 3 anos, os candidatos às Bolsas de Estudo, devem ter obtido aproveitamento escolar no ano letivo anterior, com média final igual ou superior a 4 ou 14 valores, para o ensino secundário, e igual ou superior a 14 valores, para o ensino superior,  e apresentar comprovada situação de carência económica.

No entanto, o Vice-Presidente da Autarquia, sublinha que “dada a situação socioeconómica do País, a que as famílias de Penacova não são alheias, os Regulamentos de Concurso a Bolsas de Estudo para o Ensino Secundário e para o Ensino Superior, preveem que, em casos extremos de carência económica, os alunos que tenham média mais baixa do que a regulamentada, possam candidatar-se igualmente à bolsa de estudo. A atribuição de Bolsas de Estudo, pela autarquia, tem como objetivo fundamental o combate ao abandono escolar pelos alunos do concelho e, igualmente, contribuir para colmatar as carências económicas das famílias, razão pela qual, em muitos casos esse abandono se concretiza facto que, no nosso entender, deverá ser combatido por todos os meios e, nesse âmbito, os serviços de Ação Social do Concelho têm desempenhado uma missão sobremaneira importante no apoio às famílias.” 

Fonte: Nota de imprensa da Câmara Municipal



sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Filarmónica Lorvanense recebe Banda de Câmara de Lobos


Filarmónica Boa Vontade Lorvanense
Banda Municipal de Câmara de Lobos
A Filarmónica Boa Vontade Lorvanense no âmbito do seu programa de Intercâmbio Cultural recebe, em Lorvão, entre 29 de agosto e 4 de setembro, a Banda Municipal de Câmara de Lobos "Recreio dos Lavradores", fundada naquela localidade da Ilha da Madeira, em 1872.

A Banda Municipal de Câmara de Lobos "Recreio dos Lavradores" retribui, desta forma, a visita realizada pela Filarmónica Boa Vontade Lorvanense, em 2010.

CONTINUE A LER NO SITE DA CÂMARA MUNICIPAL:
http://www.cm-penacova.pt/noticias/index.php?target=noticias&id_noticias=713&id_website=1

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Prova Internacional de Pesca em Penacova 11 e 12 de Agosto

A Pista de Pesca de Vila Nova, em Penacova recebe, nos dias 11 e 12 de agosto, o 5º Campeonato do Mundo de Veteranos em Água Doce, prova que traz até ao rio Mondego, as delegações da Bélgica, França, Holanda, Hungria, Inglaterra, Itália e Portugal, o país anfitrião.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Novo livro de Alfredo Fonseca sobre a diáspora foi apresentado em S. Pedro de Alva

A apresentação do livro coube ao Dr. Leitão Couto e contou com a presença do
Vice-Presidente da Câmara, Engº Ernesto Coelho, da Vereadora da Cultura,
D. Fernanda Veiga e do Presidente da Junta de Freguesia, Sr. Luís Adelino.

Alfredo dos Santos Fonseca, usando da palavra e
autografando o seu livro.

A míngua dos meios de subsistência e as condições precárias de vida das pessoas provocou e provoca ainda o "êxodo" de muitos portugueses. Se pensarmos que são perto de cinco milhões que actualmente residem em países estrangeiros teremos uma ideia mais exacta da dimensão da "Diáspora Portuguesa".
"Os Sãopedralvenses da Diáspora", trata deste fenómeno que também nesta região tem sido uma constante há dezenas de anos.  É a 5ª obra publicada por Alfredo Fonseca. Neste livro, conta histórias de vida de tantos e tantos que um dia deixaram a freguesia de S. Pedro de Alva procurando em África, no Brasil, em França, em Lisboa, e noutras partes do mundo e do país, melhores condições de vida e de trabalho para si e para os seus.
A apresentação teve lugar ontem, dia 5 de Agosto, na Casa do Povo de S. Pedro de Alva, perante numerosa assistência. 
Livros publicados por Alfredo Fonseca:
Memórias do Sofrimento (2001)
Pegadas dos meus Pés (2006)
A História do Batalhão de Artilharia 1885(2010)
Farinha Podre-S.Pedro de Alva (2011)
e agora Os Sãopedralvenses da Diáspora.