terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Faleceu o Prof. Manuel Veiga Tomé

COMUNICAÇÃO
É com profunda tristeza que comunicamos o falecimento do nosso grande amigo e camarada Manuel Tomé.O Prof. Manuel Veiga Tomé faleceu hoje, aos 64 anos, vítima de aneurisma.
O nosso Tomé era membro da Comissão Concelhia de Penacova do PCP, membro fundador e activista da AMA-Amigos do Mondego e Afluentes, defensor incansável do seu rio, à beira do qual morava, no lugar da Rebordosa, freguesia de Lorvão, era actualmente o Tesoureiro da Junta de Freguesia de Lorvão, eleito pela CDU, tendo sido membro da Assembleia Municipal de Penacova em vários mandatos e várias vezes cabeça de lista à Câmara Municipal de Penacova.
Foi ainda eleito membro da Assembleia Municipal da Pampilhosa da Serra na década de 80, quando ali era Professor e ali residia e delegado sindical do seu sindicato, enquanto esteve na profissão de Professor.

Foram imensas as causas em que se empenhou ao longo da sua vida, sempre com energia e dedicação inexcedível, lutador incansável pelas causas do seu povo, acreditando sempre que era possível os pobres serem menos pobres, que era possível haver maior justiça social e que os impostos deviam ser para que todos tivessem acesso à saúde, à educação e aos bens essenciais à vida.

Ele acreditava e lutava!
Infelizmente não conseguiu vencer a sua última batalha!

Pelas causas em que acreditava, prometemos-lhe, vamos continuar a luta!

Penacova, 21 de Fevereiro de 2012

P'la Comissão Política Concelhia do PCP
Eduardo Ferreira

sábado, 18 de fevereiro de 2012

FESTIVAL LAMPREIA E SÁVEL 2012 ANIMA CENTRO DE PORTUGAL

Da Turismo Centro de Portugal recebemos o comunicado de imprensa que a seguir se transcreve bem como cartaz e fotografias sobre o lançamento deste programa que decorreu ontem em Penacova.
Da esquerda para a direita:
António Coutinho, Alexandra Ferreira, Pedro Machado, Humberto Oliveira, Carlos Monteiro, Januário Cunha
  A conferência de imprensa decorreu na Biblioteca Municipal de Penacova / Centro Cultural, e contou com a participação de Pedro Machado – Turismo Centro de Portugal, Humberto Oliveira - Câmara Municipal de Penacova, António Coutinho - Câmara Municipal de Sever do Vouga, Alexandra Ferreira – Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Carlos Monteiro – Câmara Municipal da Figueira da Foz, e Januário Cunha - Câmara Municipal da Murtosa.
Comunicado de Imprensa

Data: 17 l 02 l 2012

DE FEVEREIRO A ABRIL - FESTIVAL “LAMPREIA E SÁVEL 2012” ANIMA CENTRO DE PORTUGAL E OFERECE FINS-DE-SEMANA!

Restaurantes de Penacova, Figueira da Foz, Montemor-o-Velho, Sever do Vouga, e Murtosa participam no Festival

A Turismo Centro de Portugal apresentou em conferência de imprensa, hoje, sexta-feira 17 de Fevereiro’12, o evento gastronómico LAMPREIA E SÁVEL 2012. A conferência decorreu na Biblioteca Municipal de Penacova / Centro Cultural, e contou com a participação de Pedro Machado – Turismo Centro de Portugal, Humberto Oliveira - Câmara Municipal de Penacova, António Coutinho - Câmara Municipal de Sever do Vouga, Alexandra Ferreira – Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Carlos Monteiro – Câmara Municipal da Figueira da Foz, e Januário Cunha - Câmara Municipal da Murtosa.
  
O festival LAMPREIA E SÁVEL 2012 congrega sete eventos gastronómicos que se realizam entre os meses de Fevereiro e Abril nos cinco municípios referidos. Participam na acção 60 restaurantes – número superior ao ano anterior (40). Esta acção tem como principal objectivo coordenar a oferta, e colocar no mercado um produto estruturado dinamizador de fluxos de visita, numa época de menor pernoita turística. Para além da Lampreia, o festival comtempla outros produtos regionais como o arroz do Mondego, o Sável, a Vitela de Sever do Vouga, e diversos doces conventuais.
Procurando estimular a repetição de visita e dar a conhecer outras localidades do Centro de Portugal, os participantes no Festival habilitam-se ao sorteio de 6 estadias de fim-de-semana para 2 pessoas, sendo apenas necessário preencher um cupão com uma frase alusiva ao “Centro de Portugal”. O cupão está disponível nos restaurantes aderentes à iniciativa. O sorteio conta com a colaboração das seguintes unidades/grupos hoteleiros: Ô Hotel Astória de Monfortinho | Monfortinho, Hotel do Caramulo | Caramulo, Hotel As Américas | Aveiro, Hotel Mercure Figueira da Foz | Figueira da Foz, Hotel Moliceiro | Aveiro, e Vila Galé Hotéis.
 

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Penacova: Capital da Lampreia [since 1998]

O evento nas páginas do
 jornal local NOVA ESPERANÇA

Partido Social Democrata iniciou em Lorvão visita às freguesias do concelho


COMUNICADO À IMPRENSA
11-02-2012
 
A Comissão Política da Secção de Penacova do PSD iniciou ontem, dia 11 de Fevereiro de 2011, na Freguesia de Lorvão, um conjunto de visitas a todas as freguesias do Concelho.
O objectivo é descentralizar as reuniões, procurando aproveita-las, para tomar contacto com as realidades e necessidades locais. Pretende-se assim conhecer de mais de perto os problemas com que as nossas populações se confrontam, com o intuito de elaborar propostas que contribuam para a sua resolução.

Nesta visita à Freguesia de Lorvão, em que estiveram presentes os vereadores eleitos pelo PSD assim como o deputado Maurício Marques, foi possível verificar as seguintes situações, relativamente às quais foi manifesta a preocupação dos cidadãos contactados:

·         Degradação do pavimento da Estrada Roxo/Aveleira e dos arruamentos da Aveleira, Roxo e S. Mamede afectados pelas obras de saneamento e renovação da rede de águas terminadas em 2006;

·         Degradação do centro histórico de Lorvão;

·         Não concretização da mudança da Extensão de Saúde de Lorvão para as novas instalações entretanto criadas, cujas obras ficaram concluídas em Outubro de 2011;

·         A intenção da construção da mini-hídrica na Foz do Caneiro;

·         Necessidade de construção do Centro Escolar da Aveleira, conforme consta da Carta Educativa do Concelho;

·         Falta de coberta nas redes de telemóvel (Vodafone, Optimus e TMN) nomeadamente na Aveleira e no Roxo;

·         Execução da rede de drenagem de águas residuais em Chelo.

Na visita à Freguesia de Lorvão, foi possível constatar também  a concretização do projecto deixado pelo anterior executivo no que refere à construção do Centro Escolar de Lorvão, cujo projecto ficou concluído no início de 2009. É com regozijo que o PSD Penacova assiste agora à concretização de um  projecto para que tanto se empenhou.

Não pode deixar  também de ser enaltecido o investimento efectuado entre 2005-2009 (executivo PSD) na cobertura de rede de saneamento e melhoria da rede de abastecimento de águas na freguesia. Entre 2005 e 2009 concretizou-se uma cobertura de mais de 75% da população abrangida por rede pública de saneamento básico, tendo sido construídas cinco novas ETAR’s na Freguesia. A Freguesia de Lorvão ficou assim na linha da frente, a nível nacional, na cobertura por rede de drenagem de águas residuais. Apresentando-se Lorvão como um exemplo a seguir neste domínio.

Dos problemas verificados mereceu muito especial atenção a acelerada degradação do Centro Histórico da vila de Lorvão, zona urbana de relevante interesse não só pelo enquadramento com o Mosteiro mas também pela singularidade de algum edificado. O PSD Penacova entende que deve ser desenvolvida uma estratégia com vista à recuperação daquela zona da Vila de Lorvão. Entende que deve ser delineada uma intervenção a médio\longo prazo com vista à consolidação de Lorvão como Centro Histórico com potencial  de atracção turística à escala Nacional e internacional. A este respeito, não pode deixar de ser referido que os últimos dois anos foram completamente perdidos na atenção dispensada pela Câmara Municipal de Penacova ao valor patrimonial e turístico de Lorvão. Mas intervenções urgente que o Município deve desenvolver com vista a evitar o colapso ou degradação irreversível de algum edificado, nomeadamente devem ser articuladas com os particulares obras de emergência, que a Câmara Municipal deve apoiar financeiramente.

Mereceu atenção também o estado deplorável a que o Município deixou chegar a Estrada Aveleira/Roxo e os arruamentos principais de S. Mamede, Aveleira e Roxo, não entendendo a demora na intervenção naquelas infra-estruturas rodoviárias, exigindo-se por isso, secundando a posição já tomada pelos autarcas da Freguesia, uma rápida intervenção do Município.

Da visita, que foi acompanhada pelo Sr. Deputado Maurício Marques, ficou mais uma vez a transmissão do empenho, por parte deste responsável político, no sentido de evitar a construção da Mini-Hcidrica da Foz do Caneiro, deixando a todos mensagens de esperança de que esta obra, lançada pelo Governo do Engº Sócrates e que a tanto mal sujeitaria o Rio Mondego, jamais se concretizará.

O PSD Penacova iniciou assim uma atitude política que se pretende seja uma fazer política, através do contacto com a população e proximidade com os seus problemas. Envolvendo os responsáveis do partido num debate intenso e construtivo sobre os problemas concretos das pessoas, centrando as atenções naquilo que interessa aos cidadãos e que contribui para a melhoria das suas condições de vida.

O PSD Penacova tem como referência de debate, relativamente ao concelho, os factores de competitividade da nossa terra, aquilo que nos possa diferenciar e que possa ser transformado em riqueza. Continuamos a afirmar que não é a imitação do que se passa noutros concelhos, a repetição das mesmas iniciativas desenvolvidas noutros locais que contribui para a nossa riqueza colectiva. É necessária inovação! Estas visitas às Freguesias servem como aprofundamento de conhecimento e geração de debate, imprescindíveis para a construção de alternativas.

Jantar Eno-Gastronómico combina Lampreia à moda de Penacova com Vinho da Bairrada


Leia no Jornal da Bairrada a notícia do Jantar que se realiza no Museu do Vinho. na Anadia no próximo dia 23 de fevereiro.

O Largo do Terreiro: recordando as crónicas de Martins da Costa

Jornal Nova Esperança, 1987

Tribunal de Penacova: depois do novo edifício prometido solenemente para 2010 tudo ficou em águas de bacalhau e agora... nem instalações nem serviço...

CÂMARA APROVA MOÇÃO CONTRA O ENCERRAMENTO

Foi aprovada por unanimidade, na reunião de Câmara de 6a feira, dia 03 de fevereiro, uma moção contra a extinção do Tribunal de Penacova apresentada pelo Presidente Humberto Oliveira, cujo texto já foi largamente diculgado mas que aqui deixamos registado também. Depois de em 17 de Julho de 2008 um membro do Governo de então se ter comprometido, em documento escrito, a dar a Penacova um novo edifício do Tribunal ( e tudo não tenha passado de promessas) eis que agora não é o edifício mas o próprio serviço judicial que está ameaçado.

MOÇÃO
(Contra a proposta de extinção do Tribunal de Penacova)
Colheram-nos de surpresa as notícias trazidas pela imprensa sobre a pretensão do Governo encerrar o Tribunal de Penacova, um tribunal de competência genérica que abrange os municípios de Penacova e de Vila Nova de Poiares e tem um movimento superior a 250 processos.
O Tribunal é um símbolo da soberania e da autoridade do Estado, da justiça e da paz social. Eliminá-lo de um território é um perigoso retrocesso civilizacional e uma arriscada limitação no acesso à Justiça. Abdicar de um tratamento igual aos cidadãos e renunciar à consequente oferta de serviços inalienáveis num Estado de Direito, como a presença da Justiça, é fomentar a desigualdade que o bom senso e o espírito da Constituição quis preservar. A justiça não pode abandonar os portugueses que vivem em concelhos mais pequenos, sobretudo os do interior do País.
Decisões desta natureza não podem estar à mercê da decisão isolada do terreiro do Paço, pois a ética republicana pressupõe um diálogo entre as partes, um compromisso de boa-fé. Coisa que não tem havido neste processo. E que fere sobretudo, com a arma do desprezo, os cidadãos que estoicamente lutam pelo direito a viverem com dignidade nas terras a que pertencem. O povo não pode ser lembrado apenas quando se trata de pagar a crise e ignorado quando está iminente a subtração das suas garantias cívicas.
Mas há ainda a salientar que nos colhe de surpresa esta intenção do atual Governo por estar desde há muito tempo decidida a construção do novo edifício, existindo inclusive dotação orçamental do Instituto de Gestão Financeira e de Infraestruturas da Justiça. Caso se consumasse esta extinção, Penacova perderia a possibilidade de ver investida no concelho uma verba referente aos serviços públicos aqui prestados.
Nunca foram debatidos com o município de Penacova, enquanto representante dos cidadãos e enquanto entidade que presta serviço público de proximidade, os critérios e argumentos subjacentes à medida proposta de encerramento do Tribunal. Como se pode tomar assim uma decisão? Como foram escolhidos os fatores que conduziram este Governo a esta posição? Com quem foram elas debatidas? Será que a administração da Justiça ficará melhor com a extinção do Tribunal de Penacova? Quanto poupa exatamente o Governo com a medida?
Não é tempo de fazer ensaios experimentais nem criar ânimos na voragem de encerramentos cegos!
Iremos solicitar ao Governo, com caráter de urgência, a reapreciação do processo e, em vez do encerramento do Tribunal de Penacova, que se encontre uma solução que possibilite a sua manutenção.
Humberto Oliveira
Presidente da Câmara Municipal de Penacova

 
2008:«temos agora de tratar de Penacova»



Depois de ontem o Diário de Coimbra ter publicado um suplemento especial dedicado a Penacova, este jornal noticia hoje a visita do Secretário de Estado Conde Rodrigues:
" Dentro de nove meses deverá ser lançado o concurso para construção do novo Tribunal de Penacova
O concelho de Penacova recebeu ontem, no Dia do Município, a garantia de que o novo tribunal será construído no espaço de dois anos, dando cumprimento a «uma ambição de décadas», nas palavras de Maurício Marques.
Numa sessão presidida pelo secretário de Estado Adjunto e da Justiça, José Manuel Conde Rodrigues, o presidente da Câmara Municipal de Penacova e o presidente do Instituto de Gestão Financeira e de Infra-Estruturas da Justiça, João Manuel Pisco de Castro, rubricaram um protocolo que visa a edificação de um novo edifício, com a condição escrita de que seja lançado concurso no prazo de nove meses.
 Para Maurício Marques, o dia em que se assinalava o nascimento do mais ilustre dos penacovenses, António José de Almeida, foi «de grande satisfação», pelo cumprimento de «uma ambição de décadas».
«As actuais instalações são indignas dos zelosos funcionários que, diariamente, dão o melhor de si em prol da justiça», afirmou, garantindo que «só o grande profissionalismo e sentido de dever» dos magistrados e colaboradores, «têm permitido o desenvolvimento da sua tão árdua tarefa».
Recordando que chegou a disponibilizar o seu próprio gabinete à magistrada e o salão nobre para sala de audiências, Maurício Marques enfatizou que «sentia uma grande revolta se não visse este sonho realizado».
O actual Tribunal de Penacova funciona no antigo edifício dos Paços do Concelho, exíguo para as necessidades e sem condições básicas como instalações sanitárias, pelo que se trata, na óptica do secretário de Estado de um dos casos urgentes a resolver.
José Manuel Conde Rodrigues explicou que, ao contrário de outras áreas, a Justiça e a Segurança, devido à soberania nacional, não puderam obter financiamentos comunitários, o que atrasou a reforma do parque judicial.
Lembrando casos ainda mais graves, estando «40 a 50 obras a decorrer em simultâneo», o governante garantiu que «temos agora de tratar de Penacova». Trata-se de uma obra de 1,9 milhões de euros, com cerca de dois mil metros quadrados, a implantar num terreno doado pela autarquia, indo receber os serviços do tribunal e das conservatórias. As previsões da conclusão apontam para o ano de 2010.
Conde Rodrigues aproveitou ainda a ocasião para assegurar que não haverá encerramento de nenhum tribunal no âmbito da reorganização judiciária. «A proposta foi anteontem aprovada na especialidade, na Assembleia da República, e garanto que não fecha qualquer tribunal», disse, motivando uma salva de palmas."
VEJA AQUI

http://penacovaonline.blogs.sapo.pt/57636.html

sábado, 11 de fevereiro de 2012

XV Festival da Lampreia: 24 a 26 de Fevereiro

"De 24 a 26 de Fevereiro, a Lampreia é rainha nos dez restaurantes aderentes ao seu XV Festival mas, até ao final de Março, viaja pelo país numa operação promocional que levará a Lampreia ao Porto Palácio Hotel, ao Museu do Vinho da Bairrada, ao Tivoli Lisboa Hotel e ao Casino da Figueira da Foz." - noticia o site da Câmara Municipal



LAMPREIA À MODA DE PENACOVA

Altaneira, Penacova apresenta a rainha da sua gastronomia - lampreia à moda de Penacova. Receita inteiramente nacional, não veio importada, desde tempos de antanho aqui é confecionada. Comida no seu mosteiro, nas grandes casas senhoriais e oferecida ao médico e ao padre, por quem as fisgava, pois, a estes, estava vedada a degustação de tão nobre paladar! Está identificada em brasões, lendária, cantada e amada pelos penacovenses, que aguardam a sua época com ansiedade, pois este «fóssil vivo» traz a esta região milhares e milhares de forasteiros, não só no seu festival, mas também de Janeiro a fins de Março, dando vida à restauração, comércio e turismo também.

Texto também publicado no site da Câmara aquando do concurso nacional "7 Maravilhas da Gastronomia"
SOBRE A LAMPREIA À MESA

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Obrigado Indalécio Simões

"Até que enfim alguém se ocupa de publicar artigos antigos da nossa região. Que grande falta de arquivos temos em Portugal. Sem memória do passado acabamos por perder a nossa alma para não sermos ninguém. Muito obrigado pelo seu trabalho de investigação."
Esta foi uma mensagem que recebemos do senhor Indalécio Simões, penacovense a trabalhar na Universidade de Toulouse  Capitole (França), país onde  vive desde os 10 anos. Regularmente vem a Portugal. Nas suas visitas tem vindo a registar em vídeo alguns momentos da vida cultural e recreativa do nosso concelho. Exemplo disso é este filme sobre os Moinhos da Portela de Oliveira.
Obrigado, e ficamos a aguardar que no youtube publique mais vídeos que nos disse ter para partilhar.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Clube Karate Penacova no torneio nacional de apuramento de karate shukokai


Foi no passado dia 21 de Janeiro, no Pavilhão Multiusos de Trancoso, que decorreu o Torneio Nacional de Apuramento (atletas até aos 15 anos) para o Campeonato Nacional de Karate Shukokai, a realizar no próximo mês de Abril.

Como não poderia deixar de ser o Clube Karate Penacova fez-se representar por uma comitiva de dezassete atletas, cinco Pré – Infantis (até aos 9 anos) -  Guilherme Pinheiro; Rafael Alves; Susana Sousa; José Miguel e Rodrigo Silva; três Infantis (10 e 11 anos) - Nicole Duarte; Diogo Florido e Pedro Assunção; três Iniciados (12 e 13 anos) - Raul Oliveira; Carolina Cruz e José Daniel e seis Juvenis (14 e 15 anos) Mariana Cunha; Sónia Febras; Rafael Ferreira; Bruno Oliveira; Tiago Silva e Gabriel Fernandes, devidamente acompanhados pelo Treinador Penacovense, Carlos Marques, o Vice – Presidente do Clube Karate Penacova, Jaime Gomes, e ainda dois dos atletas mais graduados do Clube, Joel Cunha e Cristina Gomes.

Os dezassete Karatecas de Penacova voltaram novamente a dignificar o Desporto Penacovense, conseguindo um total de 16 atletas apurados para o Campeonato Nacional, destacando-se de entre estes, um segundo lugar para o atleta Rafael Alves (Kata Individual Pré Infantil Masculino) e dois terceiros lugares, para o atleta Diogo Florido (Kata Individual Infantil Masculino) e Sónia Febras (Kata Individual Juvenil Feminino e Kumite Individual Juvenil Feminino).

Com o apuramento da maioria dos Karatecas Penacovenses, os atletas do Clube Karate Penacova, regressaram a casa com o sentido de dever cumprido e com vontade de continuar a trabalhar para o Campeonato Nacional a realizar já no próximo mês de Maio.

Texto e foto: Clube Karate Penacova