quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Pesadelo da Mini-Hídrica terá chegado ao fim

"Fantasma está completamente posto de parte" - afirmou Maurício Marques
De acordo com  notícia do Diário de Coimbra, está, definitivamente posta de lado a hipótese de construção de uma mini-hídrica no rio Mondego. A informação foi avançada pelo deputado do PSD, Maurício Marques, a quem foi dada a garantia durante uma reunião na Agência Portuguesa do Ambiente.
Por sua vez, o rio Mondego tem um projecto de recuperação de habitats, cuja candidatura deve ser apresentada já este mês de Fevereiro.
«Após várias batalhas, dei hoje (ontem) por ganha a luta contra a mini-hídrica do Mondego, pois, no desempenho das minhas funções parlamentares, fiquei não só a saber que este , como existe um “Projecto de Recuperação de Habitats no Rio Mondego” desde Formoselha, no concelho de Montemor, até à Raiva, concelho de Penacova», disse Mauricio Marques.
O Projecto de Recuperação de Habitats no Rio Mondego pressupõe uma intervenção nos obstáculos existentes e identificados ao longo do rio, entre Formoselha e a Raiva, e que impedem, por exemplo, que espécies como a lampreia, o sável, a savelha ou a enguia, possam subir o rio para desovar e renovar a espécie. Os obsctáculo – açudes – podem, de acordo com o projecto, ser submetidos a um simples rearranjo dos materiais que impedem a passagem dos peixes, adaptação, remoção parcial ou mesmo total dos obstáculos.

Grupo de Teatro de Tábua apresenta em Penacova "O Julgamento do Chocolate"


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Mais vale prevenir

Por António Simões
Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Coimbra
 
A região centro, e em particular o distrito de Coimbra, foi fortemente afectado pelas condições atmosféricas adversas que se fizeram sentir nos últimos dias
Perante um cenário de múltiplas ocorrências, e confrontados com tantas adversidades, os Bombeiros souberam estar à altura das suas responsabilidades e mobilizaram-se de uma forma tão voluntária, abnegada e responsável, só possível num sistema organizacional com esta dimensão humanista.
Como não podia deixar de ser, os Bombeiros do distrito foram iguais a si próprios, sensíveis face aos momentos de aflição vividos pelas pessoas mais desprotegidas e vulneráveis, estiveram em todos os teatros de operações com todos os meios de que puderam dispor e a lutar, como sempre, pela salvaguarda das Vidas, dos bens e dos haveres dos cidadãos.
Esta resposta pronta dos meios de socorro, e também da população, face à dimensão dos acontecimentos, não pode, no entanto, fazer-nos esquecer as medidas preventivas a que todos somos, moral ou legalmente, obrigados.
Cada um de nós, enquanto cidadãos, pode sempre dedicar mais atenção àquilo que nos rodeia e adoptar pequenos gestos e atitudes capazes de minimizar os impactos negativos das intempéries. Por outro lado, as entidades responsáveis, as empresas de distribuição de electricidade ou de telecomunicações, os gestores de escolas, de hospitais, de lares, de restaurantes, podem sempre tomar medidas a montante, que evitem em parte algumas das situações vividas.
Das coisas mais simples, como a aquisição de geradores ou a colocação de depósitos de água alternativos, às mais complexas como o corte de árvores de grande porte, ou a limpeza de faixas de protecção das linhas da electricidade, muito pode ser feito no âmbito da prevenção.
Portugal é mesmo um jardim à beira-mar plantado, e os Portugueses estão muito pouco habituados às adversidades da natureza. Face às alterações climáticas, aos Invernos e aos estios cada vez mais severos, somos todos convidados a reflectir sobre se o nosso comportamento individual e colectivo é o adequado às novas realidades.
Uma nota final, uma vez mais, para a capacidade de mobilização dos Bombeiros e de todas as equipas de socorro, que ainda a recuperar do fim-de-semana, já estavam a ser chamados para o acidente ferroviário de Alfarelos.



originalmente publicado no Diário as Beiras

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

O Mundo (da Física) na Escola

Durante os próximos 15 dias a Escola Básica 2/3 de Penacova e a Escola Básica de José Malhoa, de Figueiró dos Vinhos estarão de portas abertas para desvendar alguns dos mistérios da física. As visitas às exposições são sempre acompanhadas pelos monitores Teresa Carvalho e Rui Fonseca que contam, igualmente, com a preciosa colaborações dos docentes dos respetivos estabelecimentos de ensino. As inaugurações de ambas as exposições vão ter lugar no dia 28 de Janeiro, às 10h30 em Penacova e às 15h00 em Figueiró dos Vinhos, contando com a presença da diretora do programa O Mundo na Escola, Ana Maria Eiró. As inaugurações de ambas as exposições vão ter lugar no dia 28 de Janeiro, às 10h30 em Penacova e às 15h00 em Figueiró dos Vinhos, contando com a presença da diretora do programa O Mundo na Escola, Ana Maria Eiró.

http://www.mundonaescola.pt/?page_id=2973

domingo, 20 de janeiro de 2013

Escolas de Penacova fechadas amanhã devido aos estragos provocados pelo mau tempo

 Segundo informação da Directora do Agrupamento de Escolas de Penacova, veiculada no Facebook, amanhã 2ª feira, dia 21 de Janeiro a EBI de São Pedro de Alva e a 2,3/S de Penacova, estarão encerradas devido aos estragos causados pelo temporal neste fim de semana. Esta situação abrabgerá também todos os estabelecimntos de ensino de Penacova, São Pedro de Alva e das restantes localidades, se aí também não haja fornecimento de água, luz e comunicações.
A luz, água e comunicações só serão reestabelecidas, se tudo correr bem, na 3ª feira dia 22.
Assim solicitamos a todos o melhor entendimento para a situação, já que, acima de tudo está a segurança das crianças e jovens do concelho assim como de todos os que trabalham nas escolas do concelho de Penacova.

Núcleo Sportinguista vai comemorar 20º aniversário

Na Comemoração do 20º. Aniversário da fundação do
Núcleo Sportinguista do Concelho de Penacova
vão ser homenageados com o Prémio "Barca Serrana" 2013: o
 Departamento de Futsal do Sporting C.P.;
o departamento de Futebol de Formação e o Jornal " Sporting"
Programa
10.00 h - Concentração  no Largo Alberto Leitão
10,15 h - Chegada dos convidados de honra e representantes dos Núcleos
10,30 h - Recepção pelo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Penacova no Salão Nobre
11,15 h - Passeio no centro de Penacova seguido de visita à sede do Núcleo
12,30 h - Deslocação para o almoço/convívio   na QUINTA DO VALE POUSADO (Aveleira)  
16,00 h - Entrega dos Prémios " Barca Serrana" 2013 e encerramento .
 
Fonte: José Almeida
 

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Festival da Lampreia 2013 de 22 a 24 de Fevereiro

 
O Festival da Lampreia decorrerá, em Penacova, entre 22 e 24 de fevereiro. O Município de Penacova, a Confraria da Lampreia de Penacova e os Restaurantes Aderentes ao evento, declaram que está aberta a Época da Lampreia 2013, proporcionando aos apreciadores de "Lampreia à Moda de Penacova" a possibilidade de, desde já, nos doze Restaurantes Aderentes, poderem degustar o prato mais tradicional da gastronomia penacovense.
 
Todos os anos, os amantes desta iguaria local, vêm de todos os cantos do País para comer a Lampreia à moda de Penacova. Mas também vêm pela paisagem que acompanha o rio, a floresta e a vegetação, o som da natureza, o verde dos campos, os moinhos, e o património natural e histórico que fazem de Penacova um recanto que a natureza conserva.
 
Segundo Humberto Oliveira, presidente do município, "os visitantes que virão em busca da lampreia ficarão este ano mais agradados ao verem que mantivemos toda a tradição e que, em simultâneo, regenerámos o centro da vila e criámos melhores condições de acolhimento, mais compatível com as pretensões dos munícipes e dos visitantes".
 
Para Fernanda Veiga, vereadora da Cultura deste município, "esta época da lampreia que agora abre em Penacova, dá a provar os sabores do mondego, pratos únicos, típicos, que podem ser provados nos vários restaurantes que aderiram uma vez mais à iniciativa, colaborando genuinamente com o município e com a Confraria da Lampreia, para que este nosso festival seja cada vez mais exclusivo". Como assegura Fernanda Veiga, "qualquer iguaria que venha para cima da mesa, é especial".
 
Penacovapress/Câmara Municipal

sábado, 12 de janeiro de 2013

Jovens empreendedores aprendem a fazer negócios no Turismo

 

O Turismo de Portugal vai ajudar jovens empreendedores a criarem o seu negócio no setor do Turismo, apoiando-os na concretização de ideias inovadoras e na construção de planos de negócios.
A Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra será a próxima a receber as Jornadas do Empreendedorismo Turístico, a 16 de janeiro, depois de a iniciativa ter passado por Lisboa e Porto. O ciclo termina no Estoril, a 24 de janeiro.

Com esta iniciativa, o Turismo de Portugal pretende estimular os jovens empreendedores a criar os seus negócios turísticos, dando a conhecer alguns dos mecanismos de apoio às empresas e partilhando casos de sucesso nesta área.
Durante a formação, uma equipa de colaboradores do Turismo de Portugal, do IAPMEI (Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação), do IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional) e da Banca vão também dinamizar um workshop para ajudar a construir um plano de negócios.
As inscrições – gratuitas - são feitas no portal http://escolas.turismodeportugal.pt/, onde constam as datas das sessões e também o programa provisório. As presenças estão limitadas à capacidade das salas.
 
Esta e outras notas à Comunicação Social estão disponíveis para consulta no Portal do Turismo de Portugal – www.turismodeportugal.pt – em “Imprensa”.
 
 

Cartas Brasileiras: o Acordo Ortográfico


Ab-rupta decisão

 

 



O Diário de Barretos, principal jornal da minha cidade natal publicou em 3 de Fevereiro de 2009 minha crônica com o título em destaque. A crônica era sobre a Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa, que entraria efetivamente  em vigor no dia 31 de Dezembro de 2012. Ela ia assim mexendo ou brincando com a nova ortografia, que ora mostro renovada:
 
Ab-rupta decisão! Nem tanto! Não foi nada ultrassecreto, e não se trata de decisão extraoficial, não é teste, é para valer. E tem gente que não para de reclamar. Confesso, fiquei com os pelos arrepiados por causa dos novos procedimentos; isso mesmo, com os pelos, porque já não há mais pêlos. Com o tempo as mudanças serão assimiladas. Podemos ficar tranquilos, calma, não trema, não causaremos nenhuma feiura com eventuais deslizes iniciais, ainda que ”feiura” assim grafada fique horrível. Também não dá para querer realizar assembleia na antessala da diretoria da escola tentando buscar apoio para carta de protesto, nem tentar atitude antissocial, o melhor mesmo é querer aprender, seria como tomar aula de direção em uma autoescola.

Vamos nos acostumar com as novas regras, com o tempo iremos até gostar. É só lembrar que nos anos sessenta, quando surgiu a minissaia, houve protestos e escândalos, mas hoje é assunto superado e todos veem com bons olhos, mesmo com a impressão de que a nova “minissaia” parece ter ficado mais comprida. Os mais assanhados devem estar reclamando.
 
Não sei, pode ser que no futuro haja alguma dificuldade para ensinar a pronúncia da palavra linguiça porque uns poderão imaginar que seja como a de preguiça. É verdade que alguns acentos caíram, porém não quer dizer que liberou geral. Sim, jiboia perdeu o acento, no entanto continua sendo escrita com “j” e não com “g”. Nada de afobação como na estreia de peça teatral. Sabemos que após as primeiras apresentações os artistas ganham confiança, e tudo se encaminha sem que ocorram erros ultraelevados. Nada de gestos heroicos. Quem sabe nos reste a decisão de tomar aulas extraescolares, tudo bem. Para despistar a idade há cremes antirrugas, que assim parecem combater com mais vigor essas marcas temporais que as mulheres tanto odeiam. Ou então tentar autoajuda comprando livros da nova gramática de coautores renomados. Vejo tudo sem muita paranoia mesmo escrevendo para uma  atenta “platéia”.
 
Pois bem, no Brasil a Reforma Ortográfica foi logo assimilada pelos jornais e revistas, os principais dicionários soltaram edições especiais, até mesmo a Academia Brasileira de Letras editou a nova ortografia, vários autores com livros na praça para ensinar as novas regras,  programas para computador foram atualizados.
 
O prazo fatal mais parecia o tempo que se estava dando para que os gramáticos e autores de dicionários pudessem se preparar.
 
Chega o final do ano e para surpresa geral, a Presidente Dilma edita lei adiando para 31 de Dezembro de 2016 a data  para que as novas regras ortográficas entrem em vigor. O pior é que, pelo que se sente, algumas regras poderão até mesmo ser alteradas, o que deixa tudo em um enorme embrulho e confusão. Ao que parece, nada de oficial, a prorrogação visaria  atender Portugal que estaria com dificuldades para implantar e adotar algumas regras. Pelo que se vê,  nem todos falavam a mesma língua quando assinaram o tratado.

sábado, 5 de janeiro de 2013

A fechar o ciclo natalício... presépio de Palmira Lopes exposto em Coimbra

 Presépio de Palmira Lopes, Penacova.

Durante a quadra de Natal esteve patente na Casa da Cultura de Coimbra uma exposição de presépios, intitulada "O Menino Jesus nas Mãos da Arte" pertencentes à vasta coleção de Maria Conceição Alvim Ferraz. Foi com orgulho que ali pudemos  apreciar um trabalho de Palmira Lopes, paliteira e artesã do nosso concelho.
"Representações de Presépios, dos mais tradicionais aos de cunho contemporâneo, que enquadram as diferentes sensibilidades artísticas artesanais, em função dos materiais utilizados (cerâmica, tecido, linho, madeira, etc.) recorrendo a diferentes técnicas artesanais. O resultado é uma grande diversidade de cenários natalícios, com características do artesanato que é criado em várias regiões de Norte a Sul do país." - refere a nota de apresentação da exposição.

 

Concerto de Ano Novo hoje em Penacova pelo Coral de Tábua