domingo, 31 de outubro de 2010

Reflectir é preciso…O futuro do concelho de Penacova / Futuro do Poder Local

                                                                                                                                      » Carlos Mendes

Naturalmente, o futuro em termos de desenvolvimento económico que estiver associado ao país terá os seus reflexos no concelho … e de que maneira!
O país (e o mundo) assistiu na semana passada à “ficção” (tipo filme de terror/drama político)da negociação entre o PS e PSD para a aprovação de uma proposta para o Orçamento de Estado (OE) de 2011.
Não tivessem sido, mais uma Reunião do Conselho Europeu em Bruxelas no passado dia 28 e 29 de Outubro em que Eng. José Sócrates terá sido (eventualmente) sensibilizado pela Sra. Angela Merkl para o festival que essa “ficção” provocou na imagem de Portugal; e a sondagem publicada dando (caso fossem hoje as eleições legislativas) uma vitória do PSD com cerca de 40%,… reflectindo… Será que teria existido um acordo II na proposta do OE?
“Devemos esperar o pior”, admitindo que vão ser necessários “cortes mais severos … acho muito difícil (Portugal) escapar à vinda do FMI (Fundo Monetário Internacional)”, afirmou o Dr. António Nogueira Leite, na passada sexta feira, na Figueira da Foz, na tertúlia “125 minutos com…”, organizada pelo Casino Figueira, com a jornalista Fátima Campos Ferreira.… reflectindo… Será que a maioria dos portugueses sabe de que forma irá ser afectado, em termos fiscais, no próximo ano com este OE? Será que saberão quantificar esse valor? Sugiro que procurem analisar esses elementos… de modo a constatarem da “dureza” e consequências que nos aguardam.
Sustento a ideia de ser necessário repensar o país… No entanto, a circunstância dessa(possível) mudança passa pelo Poder Político. Urge uma necessidade da participação da sociedade civil neste momento difícil que o país atravessa… é necessário, também, uma sociedade mais exigente! É fundamental gente capaz e competente, envolver a juventude, quer no desenvolvimento local, quer ao nível nacional, com o apoio de pessoas reconhecidas, com experiência de vida e capacidade de criar riqueza.
Vivemos um momento difícil, que será ainda pior no próximo ano. Devemos trabalhar mais, reflectir na incidência em que podemos afectar a poupança e ter uma sensibilidade social e solidária diferente para com aquele que atravessará um momento mais difícil que o nosso.
Mas, para mudar amanhã é preciso reflectir… e começar já hoje…O futuro do concelho de Penacova estará em risco num futuro próximo?
Repensar o país, implicará repensar o seu território, levará a que no distrito de Coimbra muitos concelhos sejam agrupados em forma de “Regionalização” ou outra. Poderá conduzir (por exemplo) que no concelho de Penacova venham apenas a existir três freguesias em vez de onze. Daí, que o concelho, num futuro próximo tenha que evidenciar as suas competências, potenciar as suas capacidades, afirmando a sua centralidade no distrito face aos concelhos vizinhos e à sua aproximação à cidade de Coimbra.
E para isso, com a expectativa de mudanças introduzidas teríamos um processo político…liderado, naturalmente por pessoas capazes…Será que o concelho de Penacova estará preparado para essa competência e afirmação na Região?
Se para uns o futuro do concelho com o “novo” PS está à vista… para outros o futuro com este PSD será preocupante…
Para uns será necessário trabalhar muito mais, criar riqueza para o município, transmitindo confiança e credibilidade… para outros… parece não haver forma de limpar os “cacos partidos” (aquando das últimas eleições autárquicas) e espalhados por algumas mentes…
Há que pensar com visão o futuro! Para que as críticas não sejam tão evidentes (sobretudo aquelas vindas de dentro). “Em Penacova há líderes de pés de barro que acham que o povo está de olhos fechados” afirmou numa entrevista um alto responsável distrital do PSD.
Não existem pessoas insubstituíveis para qualquer cargo e função seja ele público ou privado. Todos somos válidos em diferentes áreas. No entanto, é indispensável sabermos valorizar a identidade penacovense e reconhecer o valor das pessoas quer do concelho quer da Região e a importância que algumas dessas poderiam ter num desenvolvimento futuro da comunidade Penacovense.
Aquando da Distinção feita pelo Presidente da República, no passado dia 10 de Junho ao distinguir com a Ordem do Mérito o ainda actual presidente da Câmara de Vila Nova de Poiares, Jaime Marta Soares, este, prometeu - mais trabalho em prol do distrito…
Recentemente, numa entrevista a um jornal da Região, o Presidente Jaime Soares (como é conhecido pelo povo), afirmava existirem bons autarcas do PSD que não se podem recandidatar nos seus concelhos e que poderiam vir a fazer um bom trabalho noutras câmaras vizinhas. Afirmou, também, que a possibilidade de se candidatar a outra câmara não se colocava. Mas, um “não” em política hoje, poder-se-á traduzir, amanhã, num possível contributo de trabalhar em prol de um novo projecto, potenciando por exemplo o desenvolvimento da comunidade Penacovense e da Região.
O Presidente Jaime Soares, quer se goste ou não, inegavelmente, trata-se dum homem com sentido de liderança, com uma experiência de vida e capacidade de trabalho cuja obra feita fala por si… Trata-se dum homem com muito ainda para dar quer à Região quer ao País.
… reflectindo… Façamos uma análise e observemos o desenvolvimento do concelho de Penacova face ao dos concelhos vizinhos nos últimos 20 anos… Será que Penacova parou no tempo? Poder-se-iam colocar inúmeras questões…cada um fará as suas!
Olhando à nossa volta… Como seria, por exemplo, Vila Nova de Poiares hoje sem ter tido a participação de Jaime Soares? Como poderia ser o concelho de Penacova, hoje, se tivesse sido conduzido nestes últimos anos por um Líder dinâmico e empreendedor como o de um concelho vizinho?
Em vez de colocar questões acerca do ponto em que Penacova se encontra, poderemos colocar outras que levem a comunidade Penacovense a mudar de rumo.
Como poderia ser o concelho de Penacova daqui a 10 anos se (por exemplo) Jaime Soares fosse presidente da Câmara Municipal de Penacova daqui a três anos? Qual a importância que Penacova poderia ter na região se explorasse as suas potencialidades de outra forma?
O futuro depende de todos nós… o provérbio diz que “cada um tem o que merece”, eu prefiro… cada um tem o que deseja… ELEVAR PENACOVA.

Sem comentários:

Enviar um comentário