sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Foz do Caneiro: há fascínios que se guardam no coração de quem a visita...

Portugal com um território tão pequeno apresenta-nos uma grande variedade de paisagens feita pela justaposição de relevos de vários tipos. Alguns rasgados por rios e planícies aluviais levam-nos a viajar não só pelas suas serras e aldeias como pela sua geomorfologia antiga.
Há fascínios que se guardam no coração de quem visita este tão pequeno território e esta imagem captada na Foz do Caneiro - concelho de Penacova é a prova disso . Uma imagem apetrechada pela própria natureza que não descuidou dos detalhes e que me deixou , desde a minha infância, fascinada.
Um percurso à beira Rio Mondego até Penacova faz daquela região um mosaico natural que levará aos mais atentos a uma comunhão entre a paisagem natural e a ocupação humana.
Os animais como o javali, a raposa, entre muitos outros percorrem as serras e as suas florestas . Todos em comunhão com os seus habitantes e em comunhão com o silêncio que ali se instala de dia e de noite.
A presença das acácias na época primaveril, embora , por vezes, anteceda a sua chegada, faz com que o espaço paisagístico nos preencha de esplendor e nos deixe com vontade de a ficar a admirar até anoitecer.
Sejam bem vindos aos Concelho de Penacova!

Sónia Marques Carvão

Publicada originalmente no Facebook (23/02/2017) 

1 comentário:

  1. Coimbra até Penacova pela Nacional 10-...que era para ser estrada verde..são 20 e poiucos Kms..e 200 e tal curvas ao longo do Mondego...com nucleos habitacionais com caracteristicas diversas..a Foz do Caneiro é um desses locais..trepando pela encosta..com casas dir-se-ia umas em cima das outras..diz a lenda que teria sido criada por fugitivos seculos atrás..protegidos pelos frades de Lorvão..freguesia a pertence a povoaçaõ ribeirinha da Foz do Caneiro

    ResponderEliminar