sábado, 14 de maio de 2011

Que será feito do quadro a óleo do famoso pintor José Campas oferecido à Câmara?

 José Campas de Sousa Ferreira ( 1888-1971) nasceu em Lisboa, estudou também em Paris, foi discípulo de Carlos Reis, Leon Bonnat, J. P. Laurens e Jacques Jobbé-Duval. Foi um respeitado paisagista, obteve a primeira medalha em pintura, pela Sociedade de Belas Artes e foi premiado no "Salon des Artist Français". Está representado no museu Grão-Vasco, Soares dos Reis e em muitas instituições públicas e privadas.

Penacova recebeu uma exposição deste famoso pintor. Foi em 1914 aquando do casamento do Dr. Alberto de Castro. Obras como "Paliteira e Tricana", "Trecho do Mondego", "Entre Penacova e Rebordosa" e " Mirante Emídio da Silva" terão estado expostos na vila, no palacete de  Joaquim Augusto de Carvalho, sogro de Alberto de Castro.
Ora, em Maio de 1916 por ocasião da visita de Raul Lino, com vista à construção da Pérgola, foi entregue à Câmara Municipal um quadro a óleo sobre o Mirante, da autoria de José Campas.  

Passaram muitos anos, é certo. Mas é pertinente perguntar o que é feito desta e de outras obras de arte que foram ao longo dos anos oferecidas à Câmara, no pressuposto de que alguém nos possa, a bem de Penacova, esclarecer.

Estas são duas das muitas obras de José Campas.
Um outro quadro intitulado "Mirante Emídio da Silva "
foi oferecido à Câmara de Penacova, em 1916

Sem comentários:

Enviar um comentário